segunda-feira, 8 de abril de 2013

Cirurgia Bariátrica

Ok... a quanto tempo eu não apareço aqui??? 2 anos, é isso??

Bem, mas essa casa ainda é  minha, ainda que eu tenha abandonado minhas vizinhas!

O negócio é o seguinte... nos últimos dois anos eu fiz muitas coisas, mas em uma eu realmente me superei: em engordar tudo o que havia emagrecido!! Sim, dos 21Kg que eu emagreci, engordei 23! Não sei onde, ou quando me perdi, mas aconteceu.

O fato é que mês a mês, roupa a roupa os quilos foram voltando, e com eles sensações que eu já conhecia bem: cansaço, dores musculares (bem piores dessa vez, por sinal), mal estar, aquela ansiosidade sem fim, sempre esperando qual vai ser a próxima refeição...

Quando comecei esse blog, quando iniciei a RA em 2010, tinha em mente que essa seria minha última chance antes de pensar em algum tipo de intervenção cirúrgica. E tenho orgulho da minha tentativa!!

Realmente durante algum tempo consegui manter meu foco, me manter como prioridade, e emagrecer deforma saudável, sem medicamentos. Mantinha uma rotina de exercícios físicos, alimentação... uma das melhores fases da minha vida! Estava bem fisicamente, me sentindo linda!!

Porém esqueci que sofro de uma doença cruel, que quando menos se espera ataca: a OBESIDADE! Tratei meu corpo e esqueci de tratar minha cabeça, meu espírito! Acreditei que estava curada, e esqueci que doença crônica não tem cura, e que sempre serei obesa, ainda que emagreça!! Me descuidei, comecei a comer demais, beber demais, sempre pensado "amanhã eu compenso"... só que a compensação não veio, os quilos a mais sim!

Demorou, mas acabei me vendo num beco sem saída. Diante disso, resolvi considerar a cirurgia bariátrica.

Dia 28 de novembro fui a minha primeira consulta com o cirurgião, Dr. Alexandre. Eu havia acabado de chegar de uma viagem dos sonhos, 30 dias pela Europa, e ainda conseguia lembrar de cada coisa que eu não consegui fazer por conta das limitações físicas que o excesso de peso causou. Consulta rápida, porém decisiva. Gostei dele, sem rodeios me disse o que eu precisava ouvir para entender que essa cirurgia não era um passeio no parque, e de longe não era a solução "mais fácil", mas que ela poderia salvar minha vida! Então, que ela realmente era pra mim.

Então começaram os exames: sangue. endoscopia, ultrassom, raio x... tudo para avaliar se existia alguma complicação além do excesso de peso em si. Exames feitos, consulta com a Endocrinologista, Dra. Karina. Após a consulta, sai de lá com o encaminhamento para cirurgia e com o nome de uma psicóloga (que se chama Karina tb, com quem tenho feito acompanhamento desde então). Dias depois, consulta com a nutricionista, Dr. Gisele, e depois de uma consulta bem legal (ela é bem legal), sai com mais um encaminhamento. Enquanto aguardava a consulta, duas pessoas na recepção, ambas com 15 dias de operadas... pareciam normais... felizes... satisfeitas no alto dos seus 20ml de alimento!!!

Já havia me consultado com o cardiologista, e já estava com o risco cirúrgico  Então, retornei ao Consultório do Cirurgião, e ele me encaminhou para autorização no plano de saúde (unimed). Qual não foi minha surpresa quando a Unimed, com 7 dias autorizou a cirurgia!! Nesse meio tempo, 10 sessões de fisioterapia respiratória, para facilitar o pós operatório!!

Sendo assim, 5 meses depois de iniciar a maratona pela cirurgia, cá estou eu escrevendo para aliviar a ansiedade, pois amanhã "entro na faca", ou melhor, no vídeo!!

Tenho medo... medo de ficar mal, medo de dar errado, medo de sentir dor, medo de ficar doida, medo de ficar com cara de doente, medo de ficar careca, medo de ficar pelancuda, de passar mal, de vomitar, de desmaiar... tenho medo de dormir e acordar daqui a 20 anos e descobrir que eu dormi todo esse tempo...  Mas acima de tudo, tenho medo de permanecer como estou hoje. Tenho medo de não mudar nunca.

Tenho amigas que já fizeram a cirurgia, e hoje tem vidas normais. Que engravidaram inclusive! Que ficaram muito magras, que ficaram gordinhas, que ficaram lindas! Tenho lido muitos blogs sobre o assunto, e, vendo a força de vontade dessas mulheres, me inspiro mais a cada dia, acreditando realmente que tomei a decisão certa. Não quero me sentir uma desistente, quero e preciso acreditar que estou tentando, porém de outra forma.

Por hoje é só! Torçam por mim!!

Taciana










3 comentários:

Priscila disse...

Em nome de Jesus tudo dará certo.
Torço por ti.
bjs

Elaine disse...

Boa sorte, vai dar tudo certo..Que Deus seja o médico da sua cirurgia e com Ele podemos confiar ! Beijo pra você e venha aqui nos contar depois como foi! Minha filha de 16 anos fez a mesma cirurgia há 2 meses atrás e ela esta super bem! Entregue nas mão de Deus amiga!

Vaninha disse...

Espero que tudo der certo e que Deus guie as mãos dos médicos, boa sorte na recuperação

AddThis

Share |